Desconto para os 30 primeiros alunos que comprarem hoje!
Get Local (200 px × 40 px) (1)

Tudo sobre a Sonda Nasogástrica (SNG)

Compartilhe este conteúdo:

A sonda nasogástrica é um tubo introduzido pelo nariz do paciente até o seu estômago. Seu uso é recomendado para pacientes que não conseguem se alimentar da forma convencional por algum motivo. Geralmente são pacientes que passaram por algum tipo de procedimento cirúrgico, pacientes que estão em coma, com problemas na deglutição, e até com algum tipo de doença degenerativa.

Esse tipo de sonda deve ser introduzida apenas por um profissional da área da saúde (enfermeiro ou médico) e a finalidade do seu uso é a de administrar medicamentos ou alimentos. O objetivo é descomprimir o estômago para realizar a remoção de líquidos, analisar a motilidade intestinal, tratar possíveis sangramentos e obstruções, e até coletar conteúdo gástrico para a análise.

Esse tipo de procedimento costuma ser realizado após cirurgias onde o sistema digestivo do paciente necessita de repouso. Além disso, pode ser indicado casos de intoxicação exógena, onde a substância ingerida precisa ser eliminada do organismo com urgência.

Cuidados importantes que devemos ter com a sonda:
Higienização: o tubo é muito fino, então o risco de entupimento é grande. Por isso, é importante realizar sempre a limpeza da sonda após o uso. Para higienizar, basta aplicar 30 ml de água filtrada antes e após cada utilização. Injete com cuidado para que a pressão da água não rompa a sonda. A limpeza da parte externa do tubo também é fundamental, com gaze, água e álcool 70%. Ela deve ser feita, pelo menos, uma vez ao dia.

Fixação
Com o intuito de evitar retrações e o deslocamento da sonda, a sonda precisa ser fixada à pele do paciente com algum tipo de esparadrapo ou uma fita hipoalergênica. Essa fita precisa ser trocada constantemente.
A recomendação é que se lave o nariz com água e sabão e depois seque bem, antes de colar novamente. Não precisa esfregar. Lembrando que é importante tomar cuidado para não deixar o tubo dobrar e nem passar na frente dos olhos ou da boca.

Aspiração adequada
Antes de administrar qualquer substância via sonda, é necessário aspirar o líquido que está dentro do estômago. Dobre a ponta da sonda e aperte, evitando a entrada de ar no tubo e, então, retire a tampa.
Encaixe a seringa, desdobre o tubo e puxe o êmbolo, aspirando o conteúdo gástrico. Caso o volume aspirado corresponda a mais da metade da refeição anterior, é recomendado aguardar para alimentá-la mais tarde. O conteúdo aspirado deve sempre ser reposto.
Ao término, dobre novamente a ponta da sonda, repetindo o procedimento para que não entre ar no tubo e retire a seringa, voltando a tampá-la.

Posição correta
O posicionamento correto da sonda é importante, mas é preciso se preocupar também com a posição correta do paciente para receber a dieta líquida. Ele deve ser colocado sentado, com travesseiros nas costas, em um ângulo mínimo de 15 graus.
Após a administração da dieta, mantenha-o em decúbito por cerca de 30 min para evitar vômitos e a aspiração para os pulmões. Em caso de impossibilidade de sentar o paciente, deve-se colocá-lo de lado, para impedir o refluxo gástrico.

Administração da dieta
O estado do paciente interfere diretamente no tipo de dieta e na localização da sonda. Além disso, influencia as necessidades nutricionais e existência de alimentação oral complementar ou não, sendo necessária, em alguns casos, a administração da dieta de forma contínua, intermitente ou em “bolus”.

Troca da sonda
As sondas devem ser trocadas em caso problemas como: rachadura, obstrução ou maus posicionamento e funcionamento. Caso contrário, um paciente pode permanecer com a mesma sonda por até 5 meses, ou mais.

curso de hemodiálise

Curso de Hemodiálise

Aprenda todos os Procedimentos Técnicos e se torne um profissional com habilidade para atuar em uma unidade de hemodiálise. Clique aqui para mais informações.